Florais de Bach ajudam?

* Por Mônica Manfredini


Karina Ferrari, Terapeuta integrativa e Instrutora de Florais de Bach, atuando profissionalmente com os Florais de Bach desde 2009, concedeu essa entrevista exclusiva para o blog Quarentenas.com.


Os Florais de Bach são essências energéticas elaboradas a partir de flores especiais e foram descobertos na década de 30 pelo médico e homeopata Dr. Edward Bach.


Ao todo são 38 essências, e, de acordo com os terapeutas florais, estas possuem energia vibracional elevada. Através delas aumentamos nossa própria energia.


Partindo da idéia de que somos seres holísticos, onde há a necessidade de equilíbrio da nossa parte física, mental e emocional para que estejamos saudáveis, os florais visam harmonizar especialmente nosso campo mental e emocional. Esse equilíbrio, informa a terapeuta Karina, influencia o corpo físico.


Estamos vivendo um momento difícil devido à pandemia do Coronavírus, o que leva muitas pessoas a se desequilibrarem mental e emocionalmente. Por isso, às pessoas interessadas e que estão se sentindo instáveis, alguns florais que podem ser úteis.


São eles:


Rock Rose: para aqueles que entram em pânico, sentindo um medo paralisante diante da situação atual.


Red Chestnut: para os que sentem medo pelos seus entes queridos, imaginando que possam adquirir a doença ou morrer.


Cherry Plum: para quem se descontrola como se pudesse enlouquecer com tudo o que acontece na atual conjuntura.


Walnut: para os negativamente afetados, que sentem suas energias baixarem, ao ouvir os noticiários. Ou aos que têm dificuldade de adaptação à nova rotina em virtude da quarentena.


Elm: para aqueles que se sentem sobrecarregados por terem mais obrigações durante o momento atual, tentando dar conta de várias tarefas concomitantemente.


Gorse: para quem se sente triste e desesperançado, acreditando que não há o que fazer a não ser esperar pelo pior.


Caso você tenha se identificado com algum desses casos, basta solicitar em uma farmácia de manipulação uma mistura desses florais e tomar quatro gotas, quatro vezes ao dia. Podemos combinar até seis essências em um único frasco de tratamento.


Vale lembrar que o uso de florais de Bach é livre e que, conforme nossa entrevistada explica, funciona rapidamente em situações pontuais e agudas da vida, restaurando nosso auto equilíbrio. Entretanto, um processo terapêutico de autoconhecimento e transformação, unido ao uso de florais de Bach, requer o acompanhamento de um terapeuta floral capacitado.





De acordo com a terapeuta Analu Nadaz, em relato igualmente exclusivo para o blog Quarentenas.com o resultado do uso dos florais é a longo prazo. A única fórmula que ela recomenda nesse momento é o Rescue Remedy, um floral emergencial.


Segundo ela, o que estamos vivendo hoje é causado pelo excesso de desamor. O vírus é a materialização da freqüência do medo.



A quarentena está fazendo as pessoas vibrarem mais no amor. Elas passaram a olhar mais para dentro de si, estão revendo suas vidas, parando para pensar se vale à pena, por exemplo, trabalhar tantas horas por dia e estão observando como é a relação com a família e com os amigos.



“O planeta vive uma inversão grave de valores que levou a humanidade para o egocentrismo. É preciso construir uma nova visão da vida, que ela seja mais amorosa e fraterna”, conclui.


Se você sente algo diferente dos exemplos citados acima ou esteja buscando transformar algo crônico em sua vida, busque ajuda de um terapeuta floral para auxiliá-lo na escolha das melhores essências. A proposta da terapia floral é harmonizar a causa emocional e mental do nosso sofrimento, estabelecendo o bem-estar pessoal.


***

NOTA DA EDITORIA:

Os florais NÃO são recomendados como CURA do COVID-19 (Coronavírus).

Siga as diretrizes da OMS e, quando necessário, consulte seu médico.


***


VOLTE SEMPRE!

Todos os dias publicamos posts interessantes e originais.

***

* Mônica Manfredini é jornalista formada pela UERJ com mais de 25 anos de experiência de

mercado. Já passou  por empresas como  Golden Cross e  Casa da Moeda do Brasil e produziu conteúdo para a Vale, Coca-Cola Brasil e Light.  Fez  pós graduação em Marketing

Estratégico na Fundação Getúlio Vargas e atualmente divide seu tempo entre a comunicação e as terapias integrativas Reflexologia e Barras de Access.